mapa

mapa

CRECHE

CRECHE
POUCAS VAGAS

SED-VILA

SED-VILA

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

CURSO DE CUIDADOR DE IDOSOS

Em parceria com a SED VILA entregamos o primeiro  certificado a Juliane que concluiu com bom aproveitamento o Curso de Cuidador de Idosos ,parabéns a aluna agora cuidadora Juliane .
Nossa instituição já mantem  desde 2011 as portas abertas para instituições de ensino nossa parceira UNISUAM garantindo estagio para alunos de nutrição .
Coordenação Prof. Luana e Ricardo 


sábado, 17 de dezembro de 2016

NOSSA FESTINHA DE NATAL 2016

                 FELIZ NATAL E PROSPERO ANO NOVO










                           Obrigado Senhor pelo ano de 2016

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

SUS já tem adesivo para tratamento contra o Alzheimer de graça

Há um tempo publicamos que a doença de Alzheimer havia sido revertida pela primeira vez (relembre aqui), ou ainda sobre um teste que detecta a doença com até 15 anos de antecedência (relembre aqui).
Os brasileiros com Alzheimer não precisarão mais comprar o adesivo de rivastigmina. O medicamento aplicado na pele será distribuído gratuitamente pelo SUS (Sistema Único de Saúde).
O adesivo ajuda a diminuir os efeitos colaterais da doença, como náuseas, vômitos e perda de apetite. Isso porque ele leva o princípio ativo direto à corrente sanguínea, sem passar pelo sistema digestivo.
A notícia que dá muitos motivos para os brasileiros com Alzheimer comemorar saiu no Diário Oficial da União no final de setembro.
Tratamento no SUS
A rivastigmina já estava disponível no SUS, mas em forma de cápsula e solução oral. Além dela, o SUS oferece outros medicamentos para tratamento de Alzheimer: a donepezila e a galantamina.
O Alzheimer atinge em média 7% dos idosos, e o seu sintoma mais conhecido é a perda de memória. Se diagnosticada no início, é possível retardar seu avanço, controlar os sintomas e melhorar a qualidade de vida do paciente.

sábado, 29 de outubro de 2016

CAMINHADA NA 3ª IDADE FAZ BEM

Praticar a caminhada na terceira idade ajuda o idoso a viver com mais saúde

Por: Redação Doutíssima
O crescimento da população idosa é um fenômeno global. Segundo a Organização das Nações Unidas, de 1950 até hoje, o número de indivíduos com mais de 60 anos no planeta triplicou: são 606 milhões de pessoas nessa faixa etária. Com isso, há preocupação com o bem-estar dos idosos e com a melhoria da sua qualidade de vida.


Caminhada na terceira idade é atividade ideal

Alguns aspectos são importantes para a manutenção da saúde de qualquer pessoa, mas principalmente na população idosa, como uma alimentação adequada, convivência social e a prática regular de atividades físicas. A caminhada na terceira idade é a atividade física ideal, já que pode trazer vários benefícios ao corpo.
Neste artigo, você entenderá qual a importância da caminhada na terceira idade e seus inúmeros benefícios ao corpo e a mente. Confira!

Caminhada na terceira idade reduz doenças

caminhada na terceira idade é muito indicada por ser um exercício bastante prático, sem contraindicação e, além disso, sem custo algum. Outra grande vantagem da atividade é que ela pode ser feita em qualquer lugar, seja nas ruas, na praia, nos parques, nas pistas de atletismo, etc.
Mas para obter todos os benefícios desta prática, é preciso mantê-la de uma forma regular, ou seja, no mínimo três vezes na semana. Com 30 minutos de caminhada na terceira idade, em uma intensidade moderada, aquela em que você precisa respirar um pouco mais forte do que o normal, é possível reduzir o risco de doenças cardiovasculares, diabetes e até alguns tipos de câncer.
Segundo estudo publicado na revista médica JAMA, a caminhada na terceira idade pode diminuir o risco do idoso se tornar fisicamente incapaz. A pesquisa foi realizada por oito universidades junto a 1.635 voluntários, entre eles praticantes de caminhada e sedentários.
Os voluntários foram divididos em dois grupos, um deles ganhou a recomendação de caminhar 150 minutos por semana e, o outro, apenas recebeu informações sobre saúde na terceira idade.
Os resultados demonstraram que o grupo que se exercitou teve a redução de chances de ter alguma debilidade física no futuro, em relação ao outro grupo que não praticou algum exercício.

Caminhar faz bem para o corpo e a mente

Os idosos que praticam a caminhada também percebem outros grandes benefícios, como a melhora na função cardiovascularmelhora do condicionamento físico, manutenção do peso e fortalecimento dos músculos, o que evita quedas – que são muito comuns nesta idade.
Além disso, a caminhada na terceira idade pode contribuir para a redução da pressão sanguínea, a melhora dos níveis de colesterol e o combate à osteoporose. Outros benefícios são vistos na melhora da autoestima e no combate à depressão, já que a atividade aumenta a produção da serotonina, que traz a sensação de bem-estar.

Antes de começar, faça uma avaliação médica

Que a caminhada na terceira idade pode trazer inúmeros benefícios para o corpo é um fato reconhecido cientificamente, mas, para isso, é recomendada a prática regular. Outro fator importante antes de começar a praticar a caminhada é realizar uma avaliação médica e exames para avaliar as condições cardiovasculares. Com estes cuidados, é possível preservar a saúde e obter todos os benefícios deste exercício.